Philippe Parreno

Philippe Parreno [305]
2004
Nuno Maio
(2004)
E que tal um jogo, como o Jogo das Vinte Perguntas. Pensas num objeto e os restantes jogadores fazem uma série de não mais de vinte perguntas.

Só podes responder dizendo 
sim ou não. O objetivo do jogo é adivinhar o que alguém está a pensar com a ajuda de um máximo de vinte pistas. Mas imaginemos uma versão ligeiramente diferente do mesmo jogo. Pensas em nada e os restantes jogadores fazem perguntas. No início respondes às perguntas arbitrariamente.

Depois tens que ter cuidado para não te contradizeres quando responderes sim ou não. Por exemplo, não podes dizer que é grande no início e depois dizer que é pequeno. Tens que seguir a lógica das tuas respostas. Depois de responderes a vinte perguntas, vais ver na tua cabeça um objeto que nunca imaginaste antes. Será alguma coisa em que nunca pensaste.

ou uma luz, sincroniza todos as luzes do teu apartamento com uma melodia. A música não se ouve mas todas as luzes piscam ao seu ritmo.

ou uma pintura, pinta um edifício com uma cor que reaja a um determinado comprimento de onda de luz de modo a que num momento específico do dia ou numa altura específica do ano, o edifício ou parte dele comece a brilhar. Este é o mesmo efeito físico que leva as pessoas dar nomes estranhos a elementos da paisagem natural: as montanhas douradas, ou um arbusto flamejante.

ou um sabor, como uma pastilha elástica a saber a gás.

ou um acontecimento, um espetáculo de fogo de artifício durante o dia, fogo de artifício negro, apenas com fumo e explosões negras, numa bonita tarde de sol.

Sobre o artista
O trabalho multidisciplinar de Parreno deriva de uma estética relacional que valoriza uma composição das relações e situações sociais na criação artística. O artista é conhecido pelas suas instalações “Marquee”, assim como os frequentes trabalhos colaborativos em filme e video. Trabalhou com Douglas Gordon, em Zidane: a 21s Century Portrait (2006) , um filme conceptual intenso que segue os movimentos do jogador Francês num jogo de futebol inteiro. June 8, 1968 (2009) é uma exuberante reencenação do dia em que o corpo de Robert Kennedy foi transportado de Nova York para Washinghon, DC, jogando com a influência do fotojornalista Paul Fusco.

Esta informação foi extraída de: https://www.artsy.net/artist/philippe-parreno